Localização Atual


Lances poderão ser feitos entre 21 e 28 de fevereiro; eram 100 lotes no total, mas um galpão da Receita Federal pegou fogo nesta semana e parte dos produtos foi perdida. Veja como participar. Leilão da Receita Federal tem carro por R$ 13 mil e celulares por R$ 450
Começou nesta quarta-feira (21) a fase de propostas de valor para a última edição do Leilão da Receita Federal com mercadorias e veículos apreendidos ou abandonados. A Alfândega do Porto de Santos (SP) vai realizar o leilão no próximo dia 29 de fevereiro.
As propostas de valor para o leilão só podem ser feitas de forma online, das 8h do dia 21 de fevereiro até as 21h do dia 28 de fevereiro.
A sessão está prevista para começar às 9h do dia 29, com a classificação e ordenação das propostas. Os lances são liberados a partir das 10h do mesmo dia.
A priori, eram 100 lotes no total, mas um galpão da Receita Federal pegou fogo nesta semana e parte dos produtos foi perdida. Os lotes excluídos estão indicados na própria página do leilão. (veja abaixo como participar)
Nesta edição, estão incluídos carros usados, peças e acessórios para veículos, celulares, câmeras, notebooks, fones de ouvido, smartwatches e uma série de outros itens. O leilão será realizado de forma eletrônica.
Os lances devem ser feitos para os lotes fechados — ou seja, um conjunto de determinados itens. Outros destaques do leilão são os lotes de número:
No lote 32, é possível arrematar uma caminhonete Fiat Doblô Cargo ano 2005/2006 a partir de R$ 13 mil.
No lote 36, é possível arrematar um Chevrolet Onix 2021 a partir de R$ 40 mil.
No lote 38, é possível arrematar um Macbook Air a partir de R$ 2,5 mil.
Pessoas físicas podem apresentar propostas para lotes específicos. Já as pessoas jurídicas podem apresentar para todos os lotes.
A participação no leilão eletrônico por pessoas físicas e pessoas jurídicas se dará por meio do serviço “Sistema de Leilão Eletrônico”, acessado via Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC) mediante o uso de identidades digitais da conta gov.br com nível de confiabilidade Prata ou Ouro.
Veja a lista de itens disponíveis
Um dos carros disponibilizados no leilão da Receita Federal. Este Fiat Doblo Cargo pode ser arrematado a partir de R$ 13 mil
Divulgação/ Receita Federal
bolsas;
mochilas;
pochetes;
carteiras;
peças e acessórios variados para veículos;
acessórios para smartphones;
smartphones;
smartwatches (relógios inteligentes);
câmeras;
fones de ouvido com fio;
fones de ouvido conectados por bluetooth;
escovas de carvão;
liquidificadores;
tapetes;
aspiradores de pó;
utensílios domésticos;
pedras de mármore;
lâmpadas;
vasos e outros itens decorativos;
jaquetas;
camisetas;
calças;
bermudas;
vestidos;
sapatos;
carros;
notebooks;
tablets;
um caminhão;
componentes eletrônicos para impressoras;
peças e itens médico-hospitalares;
peças e acessórios para bicicletas;
artigos esportivos;
perfumes;
bicicleta;
cabides;
óculos;
CDs e DVDs;
um pedalinho;
uma motosserra;
lanternas;
talheres;
uma cabine de sauna;
máquina de embalagem para alimentos;
geladeiras e freezers portáteis;
pranchas de surf;
traje de robô transformer com luz de led;
barraca de teto para automóveis;
e produtos químicos.
Quem pode participar do leilão?
Pessoas físicas podem participar do leilão sob os seguintes critérios:
ser maior de 18 anos ou pessoa emancipada;
ser inscrito no Cadastro de Pessoas Física (CPF);
ter selo de confiabilidade Prata ou Ouro no sistema de identidade digital do Governo Federal.
Já para pessoas jurídicas, os critérios são os seguintes:
ter cadastro regular no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídica (CNPJ);
ou, no caso do responsável da empresa ou de seu procurador, ter selo de confiabilidade Prata ou Ouro no sistema de identidade digital do Governo Federal.
Como participar do leilão?
Um dos carros disponibilizados no leilão da Receita Federal. Este Ônix pode ser arrematado a partir de R$ 40 mil.
Divulgação/ Receita Federal
Para participar do leilão apresentando um lance, o interessado precisa seguir os seguintes passos:
entre 21 e 28 de fevereiro, observando os horários estabelecidos pela Receita, acessar o Sistema de Leilão Eletrônico por meio do Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC);
selecionar o edital do leilão em questão, de número 0817800/000001/2024 – PORTO DE SANTOS;
escolher o lote em que se quer fazer o lance e clicar em “incluir proposta”;
aceitar os termos e condições apresentados pelo site da Receita;
e incluir o valor proposto (que, necessariamente, deve ser maior do que o valor mínimo estabelecido pela Receita), e salvar.
‘Destaque g1’: veja como vai funcionar o leilão da Receita Federal
source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.