Localização Atual

Agrishow faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC
Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.
| 08 Mar, 2024
O agro está cada vez mais feminino. De acordo com uma pesquisa realizada em 2018 pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), as mulheres são responsáveis por 34% dos cargos gerenciais no agronegócio brasileiro. 
O mesmo levantamento destaca que a força feminina já comanda mais de 30 milhões de hectares de propriedade rurais, representando 21% das fazendas do país. 
A nível mundial, a média brasileira merece destaque já que, de acordo com estudo da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura) apenas 15% das propriedades rurais no mundo são gerenciadas por elas. 
Então, nada melhor do que o Dia Internacional da Mulher para mostrar ao mundo o quão participativas são as mulheres dentro do campo.
Contra fatos, não há argumentos! É fato que as mulheres estão cada vez mais atuantes e marcando presença em diferentes setores da nossa sociedade, entre eles a agropecuária.
A nível nacional, a comparação dos dados dos dois últimos Censos Agropecuários (de 2006 e 2017) mostram que houve um aumento de 44,16% no número de estabelecimentos administrados por mulheres, passando de 656.225 para 946.075, respectivamente.
Porém, o grande desafio da mulher rural ainda está relacionado às múltiplas funções do dia a dia dessas mulheres, que precisam equilibrar várias frentes e atuar como proprietária, administradora, mãe e dona de casa.
Um estudo feito pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) destacou que 71% das mulheres com atuação no agronegócio ainda têm múltiplas tarefas e responsabilidades.   
De forma geral, o agronegócio ainda é um setor masculino. Mas, com muita competência e resiliência, a liderança feminina no agro começa a se fazer presente. 
A produtora rural e empreendedora do campo, Sônia Bonato, destaca que muitas mulheres estão se inserindo no setor agrícola, principalmente em cargos de liderança, mostrando seus conhecimentos, adquirindo espaço e ganhando reconhecimento dentro da área.
Somos dedicadas e resilientes, colocamos um olhar diferenciado, além de muito amor no que executamos e com o apoio de muitos homens e outras mulheres que abriram espaços conquistamos respeito e prêmios no que realizamos”.
Para a produtora rural, a presença da mulher no campo é permanente. “Sempre estivemos nos bastidores, hoje desempenhamos um papel fundamental no setor, somos protagonistas na produção sustentável em todas as categorias do agro”, comemora. 
Andressa Biata, publicitária, pecuarista, empreendedora, embaixadora do Congresso Nacional das Mulheres do Agro e embaixadora digital da Agrishow também destaca que as mulheres sempre existiram dentro do agro, mas por muito tempo eram invisíveis.
A mulher sempre ajudou no campo, mas nunca teve voz, sendo vista com um papel de pouca relevância. Mas com capacitação e resiliência nós, como mulheres, temos que ter a ciência de que pertencemos ao agro, tanto quanto o homem. Nós temos muito a agregar ao agronegócio!”   
Para o futuro próximo, a tendência é que, a cada ano, cresça o número de mulheres à frente das propriedades. “Muitas mulheres são destaques no cultivo de café, genética, soja, milho etc…. Temos profissionais mulheres em todas as áreas e tantos outros postos que o setor proporciona”, afirma Sônia.
Para Andressa Biata, a mulher precisa continuar se aperfeiçoando, buscando tecnologias e conhecimento. “Somos abertas a tecnologias, estamos preocupadas com a sociedade e temos empatia. Tudo isso facilita a nossa inserção no campo”.
A liderança feminina no agro ainda é alvo de muito preconceito e furar essa bolha ainda é difícil. Isso exige da mulher mais “jogo de cintura” para lidar em determinadas situações e eventos que acontecem no dia a dia.
Neste cenário Sonia Bonato e Andressa Biata são duas mulheres que inspiram outras mulheres a furar a bolha e se inserir no agro com a delicadeza que toda mulher tem, mas também com muita força de vontade e resiliência, que só ELAS têm.
Veja a mensagem dessas mulheres inspiradoras para o Dia Internacional da Mulher:
Sonia Bonato:
Mulheres, sejam presentes onde o agro transforma. Dediquem-se ao conhecimento, ninguém ama o que não conhece. Estudem e planejem as ações para que a margem de erro seja mínima. Tenham profissionais atualizados que queiram crescer ao seu lado, tudo isso junto traz um desenvolvimento humano e patrimonial essencial”.
Andressa Biata:
Parabéns para todas as mulheres guerreiras do agronegócio. As mulheres que vieram antes de nós são mulheres de fibra devido aos muitos desafios e preconceitos que enfrentaram, mas com a força delas e nossa continuidade tudo isso vem sendo quebrado. Devemos continuar, vamos levar nosso recado para fazer nosso agro cada vez melhor. Nosso papel é diferente e complementar ao dos homens, mas é igualmente importante
Por fim, convidamos você a conhecer e acompanhar o nosso projeto “Agrishow pra elas”. Essa é uma série de bate-papos super agradáveis entre mulheres incríveis que atuam no agro, visando valorizar e estimular a atuação feminina no nosso setor. Clique aqui e veja algumas entrevistas com mulheres inspiradoras do agro
Mulheres, juntas fazemos a diferença no agro! Essa é a mensagem da Agrishow para vocês!
Copyright © 2021. All rights reserved. Informa Markets (UK) Limited. A reprodução total ou parcial dos conteúdos só é permitida com citação da fonte.
More information about text formats
Siga-nos:

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.