Localização Atual

Políticos e lideranças do setor agropecuário uniram vozes na abertura da 89ª edição da ExpoZebu, principal feira de genética pecuária do País, em Uberaba (MG), para criticar invasões de terras promovidas por movimentos sociais no mês de abril e pedir providências ao governo federal.
O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, estava no evento e discursou, mas não fez menção aos casos.
Ronaldo Caiado (União Brasil), afirmou que em Goiás não houve invasões desde que governa o estado, há cinco anos. Em discurso em frente ao ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, ele falou ainda que seu estado poderia dobrar o crescimento se tivesse mais oferta de energia elétrica para atender a demanda de irrigação no agronegócio.
Caiado fez referência ao governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), ao parabenizá-lo pela assinatura de decreto que autoriza barragens no norte mineiro.
Zema falou em ‘tolerância zero’ às invasões organizadas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Engrossaram o coro ainda o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Gabriel Garcia Cid, a prefeita de Uberaba, Elisa Araújo (PSD), e o deputado e presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Pedro Lupion (PP-PR). Estava presente ainda o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).
Em contraponto ao Abril Vermelho, campanha de invasões de terra do MST em alusão ao massacre de Eldorado do Carajás, no Pará, em 1996. Os representantes do agro falaram em ter o mês – e todo o ano – Verde e Amarelo.
Em entrevista após as falas oficiais, Caiado reafirmou que colocou seu nome à disposição como pré-candidato à presidência. “O Presidente da República atual, ele é candidato à reeleição. Então, ele está em campanha todo dia desde que assumiu. A oposição precisa lançar os seus pré-candidatos.” Na hipótese de o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) poder ser candidato em 2026, Caiado disse que o apoiará.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.