Localização Atual

O 3º encontro da Comissão Tripartite reuniu a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a diretoria da Nova Rota do Oeste e representantes dos setores que compõem a cadeia do agronegócio, transporte e logística para discutir as demandas dos usuários da rodovia BR-163/364 sob concessão em Mato Grosso. O encontro aconteceu na sede da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja), em Cuiabá, nesta segunda-feira (06.05.2024).
Durante a Comissão, a Nova Rota do Oeste apresentou o andamento das obras de duplicação da BR-163, entre Diamantino e Nova Mutum, que atualmente conta com duas frentes de trabalho para agilizar os serviços, além da duplicação do trecho entre Nova Mutum a Lucas do Rio Verde, que está em fase de limpeza de terreno e mobilização de equipes e maquinários.
A Concessionária ainda apontou as soluções aplicadas para os temas da reunião anterior, realizada em janeiro de 2024, quanto à comunicação de informações sobre obras com interdição de pista. Também foram discutidos os processos para a regularização dos acessos às propriedades às margens da rodovia, e analisados dados de atendimentos operacionais prestados e resultados do andamento dos programas de segurança viária desenvolvidos pela Concessionária.
“A Comissão é um instrumento para melhorar a assertividade ao criar soluções para as necessidades dos usuários da rodovia. Queremos prestar um serviço cada vez melhor para a sociedade mato-grossense e essa é uma oportunidade fantástica para podermos entender as demandas das entidades”, afirmou o gerente de Relações Institucionais da Nova Rota do Oeste, Roberto Madureira.
Representando a ANTT, o coordenador Regional de Fiscalização da Infraestrutura Rodoviária de Mato Grosso, Haroldo Maia, comparou a rodovia a um organismo vivo, que se transforma, cabendo à Concessionária se manter alerta às mudanças, ouvindo as contribuições dos usuários.
O coordenador técnico da comissão de logística da Aprosoja, Orlando Vila, elogiou o trabalho prestado pela Comissão. “Criamos um espaço para deliberar sobre os assuntos pertinentes ao contrato de concessão, escutando o ponto de vista de outras instituições, e propondo soluções que vão beneficiar todos os usuários da rodovia.
Após votação por unanimidade, três novas instituições passaram a compor a Comissão. São elas: Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT), Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (ABIOVE) e Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de Rondonópolis e Região (SETCARR).
Além da Nova Rota e ANTT, compõem a comissão as instituições: Associação dos Transportadores de Cargas de Mato Grosso (ATC-MT), Federação dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado de Mato Grosso (Fettremat), Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja), Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Crea-MT, PRF, AMM, Movimento Pró Logística, Federação Interestadual das Empresas de Transporte de Cargas (Fenatac), Sindicato das Empresas de Transporte e Carga no Estado de MT (Sindmat), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT), Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (FIEMT), Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) e da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), Associação Mato-grossense dos Municípios e Movimento Pró Logística.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.