Localização Atual


 
A falta de chuvas desde o início de maio na maior parte das regiões produtoras de mandioca continua dificultando as atividades de colheita. 
Segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), esse cenário somado ao baixo interesse de produtores pela comercialização resultaram em diminuição na oferta de matéria-prima às indústrias, impulsionando os preços após quatro semanas seguidas de quedas. 
Entre 13 e 17 de maio, a tonelada de mandioca, posta fecularia, foi negociada à média nominal a prazo de R$ 417,25 (R$ 0,7257 por grama de amido), alta de 2,8% frente à da semana anterior. Em relação ao mesmo período do ano passado, porém, o atual valor está 39,5% abaixo, em termos reais (deflacionamento pelo IGP-DI).
 
Informações: Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada
Siga-nos nas redes sociais


SBA © Todos os direitos reservados | Criado por EquipeA.com.br

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.