Localização Atual

sábado, 29 junho 2024
Campo Grande
23º
Dólar Americano
R$5,59

MENU
sábado, 29 junho 2024
MENU
há 4 horas
Setor financeiro e produtores buscam soluções frente aos desafios climáticos e econômicos da safra 2023/2024.
Atualizado: há 18 minutos
Redação
Compartilhar
Facebook
Linkedin
Twitter
Whatsapp
Compartilhar
Facebook
Linkedin
Twitter
Whatsapp
 Reprodução
No cenário atual do agronegócio brasileiro, a inadimplência tornou-se uma preocupação central para as instituições financeiras. O Plantae Agrocrédito está adotando uma abordagem cautelosa ao ajustar sua política de crédito diante dos desafios enfrentados. As discussões acerca do novo Plano Safra, que busca atender às demandas do setor agrícola e pecuário, refletem a hesitação do setor financeiro em conceder crédito, especialmente para o segmento de grãos.
A safra 2023/2024 enfrenta sérios obstáculos, incluindo condições climáticas adversas e uma significativa queda nos preços, complicando o panorama para produtores e agroindústrias. Wolney Arruda Filho, presidente do Plantae Agrocrédito e produtor rural, destaca que os índices de inadimplência atingiram níveis alarmantes, os mais altos dos últimos cinco a sete anos. Esta situação tem levado os bancos a preferirem conceder crédito apenas aos produtores mais robustos e agroindústrias com maior liquidez, deixando outros atores do agronegócio em situações financeiras delicadas.
Além das preocupações com a inadimplência, a questão dos juros elevados tem sido um desafio adicional para o setor financeiro e os produtores. Com as taxas de juros próximas aos níveis do Plano Safra anterior e o déficit fiscal do governo aumentando, há dificuldades em viabilizar um novo plano que atenda plenamente o setor.
O contexto fiscal adverso, exacerbado por despesas inesperadas como a recente tragédia no Rio Grande do Sul, aumenta a pressão contra uma política de crédito mais robusta. Apesar de a demanda anual do agronegócio brasileiro aproximar-se de R$ 1 trilhão, sendo aproximadamente 35% supridos pelo Plano Safra e o restante por diversas linhas de crédito, a atual conjuntura exige uma cautela sem precedentes nas decisões de investimento e concessão de crédito.
A elevada inadimplência reflete as adversidades enfrentadas pelos produtores. Enquanto algumas empresas conseguiram mitigar os impactos devido às características específicas de seus produtos e à flexibilidade contratual, a maioria enfrenta desafios consideráveis. Wolney ressalta que o Banco Plantae conseguiu manter um baixo índice de inadimplência graças à sua profunda compreensão da realidade dos produtores rurais e à implementação de estratégias de mitigação de riscos, incluindo o uso de novas tecnologias. ( Com inf do Compre Rural)
 
Carregando Comentários…
há 3 dias
há 3 dias
há 4 dias
1
2
3
4
5
Voltar ao topo
© 2024 Pix News MS. Todos os Direitos Reservados.
Plataforma

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.