Localização Atual

O agronegócio é um dos pilares fundamentais da economia da região de Araxá. Reconhecendo a importância desse setor, a Prefeitura de Araxá, por meio da Secretaria de Agricultura e Pecuária, implementou uma série de ações e projetos nos últimos anos. Ao todo, mais de 526 produtores já foram beneficiados pelo Município. De acordo com o Sindicato dos Produtores Rurais de Araxá, o número representa 72% dos empresários rurais inscritos na entidade.

O Projeto Fosfogesso, por exemplo, foi fundamental para aumentar a produtividade, renda e qualidade de vida dos produtores. A distribuição de 20 mil toneladas de gesso agrícola ajudou na correção de nutrientes essenciais ao solo, como cálcio e enxofre, especialmente durante a safrinha, período de maior deficiência hídrica. Esse insumo foi crucial para melhorar a fertilidade do solo e, consequentemente, a produção agrícola.
Com a distribuição de 180 árvores frutíferas na zona rural, o Projeto Fruta no Campo promoveu a diversificação alimentar e a preservação do meio ambiente. A iniciativa focou na introdução de espécies frutíferas em áreas desflorestadas, promovendo uma integração entre produção e sustentabilidade ambiental.
Para garantir a fertilidade do solo e a segurança alimentar, a Prefeitura distribuiu cerca de 16 mil toneladas de calcário para 382 produtores. Essa ação auxiliou especialmente os pequenos produtores que enfrentaram dificuldades durante a pandemia.
Em relação a infraestrutura rural foram construídas e reformadas 10 pontes; construídos 200 bolsões e 100 receberam limpeza, e 80 mata-burros foram construídos ou reformados.

Já em relação a manutenção de estradas, nos últimos anos, 4.600 km de estradas receberam manutenção contínua, melhorando o acesso e o transporte de produtos rurais.
Também foram firmados importantes convênios com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (EMATER), o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e o Instituto Estadual de Florestas (IEF). Parcerias que proporcionam suporte técnico, recursos e políticas de desenvolvimento sustentável para os produtores rurais.
Outro marco importante foi a reestruturação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), que estava inativo desde 2012. A ação promoveu uma maior participação dos produtores na formulação de políticas públicas e no planejamento de ações voltadas para o desenvolvimento rural.
Além disso, a criação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM) e do Comitê de Prevenção a Doenças da Citricultura foi essencial para assegurar a qualidade dos produtos e a saúde das plantações, oferecendo suporte técnico e controle sanitário aos produtores.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.