Localização Atual

Em evento realizado no dia 3 de julho, o governo Luiz Inácio anunciou o Plano Safra para 2024 e 2025 no valor recorde. Enquanto aos grandes agricultores o governo prevê a liberação total de R$ 400,59 bilhões, para a agricultura familiar o governo estima destinar R$ 85,7 bilhões.
Para as linhas de crédito do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) serão R$ 76 bilhões, 6,2% maior do que a safra passada. Ao todo, 10 linhas de financiamento do crédito rural tiveram redução de juros em 1%.
Através do Plano Safra, o governo federal oferece linhas de crédito e incentivos para o setor agropecuário. Este setor foi responsável por 23,8% do PIB em 2023. A alta participação no PIB não tem, porém, relação direta com a produção de alimentos no País.
Os pequenos e médios agricultores (que entram na categoria de “agricultura familiar”) são responsáveis por mais de 70% dos alimentos consumidos pelos brasileiros, enquanto o “agronegócio” produz commodities para exportação (sobretudo a soja, uma vez que o Brasil é o maior produtor e exportador mundial do produto).
Mesmo com o crescimento do valor destinado à agricultura familiar, aprofunda-se as vantagens dos grandes proprietários. Comparado com o Plano Safra de 2003/2004 (que tinha R$ 87 bi para os latifundiários e R$ 20,4 para os pequenos e médios, em uma proporção de 4,26), o atual Plano é um aprofundamento do favorecimento ao agronegócio: R$ 400 bilhões serão destinados ao Plano Safra empresarial (grandes proprietários) e R$ 85 bilhões para o Plano Safra da agricultura familiar (pequenos e médios proprietários), em uma proporção de 4,7.
Desta forma, na questão agrária, o governo federal aprofunda o modelo agroexportador que beneficia os grandes proprietários em detrimento dos camponeses.
Quero apoiar mensalmente!
Temas relacionados:
Matérias recentes:
O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 20 anos de existência, mantém inalterada sua combatividade, denunciando a política semicolonial e latifundista aplicada pelas velhas instituições e os governos de turno, com análise científica da realidade social; assim como, instrui a luta popular levantando a necessidade de uma nova democracia: nova economia, nova política e nova cultura.





Copyright 2023 – Todos os direitos reservados. Web Design por A Nova Democracia.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.