Localização Atual

Castro ocupa o segundo lugar entre os maiores Valores Brutos da Produção Agropecuária do Estado do Paraná em 2023, de acordo com os dados do Departamento de Economia Rural (Deral). Apenas atrás de Toledo, Castro atingiu a marca de R$ 3,907 bilhões nesse indicador que representa o valor total faturado pela agropecuária no município durante todo o ano.
Entre as cidades dos Campos Gerais, Castro ocupou o primeiro lugar. Os principais produtos que contribuíram para a arrecadação foram o leite (R$ 1.395 milhões), silagem (R$ 641 milhões), soja (R$ 493 milhões) e suínos (489 milhões). Essa produção deve gerar, somente em rateio de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), aproximadamente R$ 20 milhões para o orçamento de 2025 do município de Castro.
“Para nós é uma satisfação ver Castro ocupando essa posição de destaque na economia do Estado. Somos um estado com a economia baseada na agropecuária e isso depende de uma estrutura do município, como a infraestrutura das estradas, a qualidade da mão de obra, o quanto a cidade é atrativa para investidores. É muito bom saber que Castro cumpre esses requisitos para atingir essa posição”, defende o Secretário de Agricultura, Carlos Alberto de Oliveira.
O Valor Bruto da Produção calcula o volume financeiro apropriado pela agricultura e pecuária brasileira, baseado na variação dos preços e da quantidade estimada de produção. O VBP contempla aproximadamente 350 itens diversificados, incluindo grãos, proteínas animais, fruticultura, floricultura, silvicultura e uma ampla gama de produtos da agropecuária paranaense.
VBP do Paraná – Em termos de segmento, o relatório aponta a liderança da produção pecuária na formação do VBP do Paraná pelo segundo ano consecutivo. O setor da avicultura como um todo, incluindo produção de frango de corte, para recria, ovos férteis e ovos para consumo, é o mais expressivo dentro do segmento da pecuária. A agricultura de forma geral foi responsável por 46,6% do faturamento bruto, somando mais de 92 bilhões de reais, contra 85 bilhões de 2022, quando as condições climáticas foram desastrosas.
Das assessorias
Participe de nossos
Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com os nossos Termos de Uso e Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.
Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização
Grupo aRede
Copyright © 2013 – 2024
Todos os direitos reservados.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.