Localização Atual


O patriarca da família, Mukesh Ambani, de 67 anos, é o homem mais rico da Índia, da Ásia e ocupa o 11° lugar na lista dos mais ricos do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 123,3 bilhões. Anant Ambani, à esquerda, e Radhika Merchant posam para fotógrafos durante sua cerimônia pré-casamento em Mumbai, Índia, sexta-feira, 5 de julho de 2024.
AP Photo/Rajanish Kakade, arquivo
Pouco mais de três meses depois de uma festa de pré-casamento luxuosa, que contou até com show da cantora Rihanna, Anant Ambani e Radhika Merchant estão na etapa final de celebrações antes do casamento, que acontece no próximo dia 12.
Entre os preparativos para a cerimônia, a família do noivo já levou os convidados do casamento em um cruzeiro de três dias com apresentações de Katy Perry e David Guetta, uma cerimônia tradicional indiana conhecida como “sangeet” – em que a família dos noivos dançam para os convidados -, além de organizar um casamento em massa para 50 casais carentes na última semana.
Todos esses eventos são apenas para o casamento de um dos filhos do casal Ambani, que já preparou festas tão luxuosas quanto estas para os outros herdeiros. Mas de onde vem, afinal, o dinheiro para celebrações tão ostensivas?
O patriarca da família, Mukesh Ambani, de 67 anos, é o homem mais rico da Índia, da Ásia e ocupa o 11° lugar na lista dos mais ricos do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 123,3 bilhões, cerca de R$ 678 bilhões, segundo o ranking de bilionários da Forbes.
Ele é presidente e diretor administrativo da Reliance Industries, um império com receita de US$ 110 bilhões, de acordo com a companhia, que tem negócios em diversos setores: petróleo e gás, petroquímica, telecomunicações, varejo e serviços financeiros.
LEIA TAMBÉM
O clube dos US$ 100 bilhões: quem são as 14 pessoas com as maiores fortunas do mundo
Taylor Swift e Magic Johnson entram para a lista de bilionários da Forbes em 2024
Mukesh Ambani, Anant Ambani e Nita Ambani, esposa de Mukesh e mãe de Anant posam para foto durante as celebrações pré-casamento de Anant e Radhika Merchant, em Jamnagar, Gujarat, Índia
Reliance Industries/Handout via REUTERS
Reliance e os Ambani
A companhia indiana foi fundada em 1996 pelo pai de Mukesh e, inicialmente, era apenas uma fabricante têxtil. Quando ele morreu, porém, em 2002, a empresa já havia crescido e Mukesh e seu irmão, Anil, assumiram o comando.
Com os herdeiros no controle, os negócios expandiram ainda mais e a Reliance se tornou uma das principais empresas da Índia.
O braço de telecomunicações e banda larga do grupo, por exemplo, a Jio, tem quase 500 milhões de assinantes no país, que tem cerca de 1,4 bilhões de pessoas. Isso é quase um terço de toda a população.
Segundo a Forbes, os três filhos de Mukesh já atuam no negócio da família, cada um em uma área. O filho Akash está a frente da Jio, de telecomunicações; a filha Isha supervisiona a Jio Financial Services, empresa de serviços financeiros; e o mais novo, Avant, que vai se casar, já entrou para a área de energia.
A agência de notícias AFP diz, também, que a família é dona de um prédio de apartamentos de 27 andares localizado em Mumbai. O empreendimento, chamado de Antila, é avaliado em US$ 1 bilhão e possui, entre outras comodidades:
três helipontos;
uma garagem para 160 carros;
um cinema privado;
uma piscina;
uma academia.
A fortuna de Mukesh Ambani já cresceu 487% desde 2015. De lá para cá, o patrimônio do magnata disparou de US$ 21 bilhões para os US$ 123,3 bilhões até a última sexta-feira (5).
source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.