Localização Atual

Agro
Siga Band.com.br nas redes
Band.com.br
Siga a Band.com.br nas redes
Da Redação
O agronegócio brasileiro conquistou, nos primeiros quatro meses de 2024, 31 novos mercados. Com isso, a média de novos mercados para produtos agropecuários brasileiros é de um a cada quatro dias. Ao todo, são 19 países diferentes que passaram a autorizar o comércio com os produtos nacionais.
Março foi o mês em que o agro abriu o maior número de mercados, com a autorização de sete novos países, de acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Em abril, foram cinco novos mercados. Ao todo, desde  o início de 2023 (quando a atual gestão do Mapa assumiu a pasta), o agronegócio conquistou 112 novos mercados para exportação de produtos agropecuários.
Nesta quinta-feira (2), as autoridades sanitárias da Turquia aprovaram o certificado internacional para importação de gelatina e colágeno não comestíveis, bem como de ovoprodutos e vísceras organolépticas, sendo estes últimos destinados à alimentação animal.
“A retomada da credibilidade do Brasil junto a diversos parceiros comerciais, aliada ao trabalho sério da nossa equipe técnica, tem possibilitado cada vez mais oportunidades de negócios para os produtores brasileiros dos mais diversos segmentos. Este não é um resultado apenas do agronegócio, é um resultado que gera mais emprego para toda a população quando um novo mercado se abre”, explicou o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro.
As aberturas de mercado incluem, além dos tradicionaisprodutos de exportação, como soja e carnes, itens como pescados, derivados de reciclagem, açaí em pó, café verde, embriões e sêmen. 
“Com a retomada das boas relações diplomáticas do presidente Lula, do vice-presidente Geraldo Alckmin e dos ministros Carlos Fávaro (Agricultura e Pecuária) e Mauro Vieira (Relações Exteriores), temos ampliado a presença dos produtos do agro brasileiro no mercado mundial. Essas expansões trazem mais oportunidades aos nossos produtores, geram mais emprego e renda no interior do país e comprova a eficácia do nosso sistema sanitário”, afirmou Roberto Perosa, secretário de Comércio e Relações Internacionais do Mapa.
As concessões sanitárias obtidas de cada país são resultado direto da parceria entre o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE). O esforço conjunto envolve a elaboração de informações técnicas e a condução de negociações internacionais que resultam em acordo de requisitos sanitários e fitossanitários, permitindo a comercialização dos produtos agrícolas e o fortalecimento das parcerias.
Li e concordo com os Termos de Uso e Políticas de Privacidade

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.