Localização Atual

AGRONEGÓCIO Sábado, 18 de Maio de 2024, 09:09 A | A
Sábado, 18 de Maio de 2024, 09h:09 A | A
RECORD DE R$ 77,7 BI
 
As exportações do agronegócio brasileiro atingiram um novo patamar em abril deste ano, totalizando US$ 15,2 bilhões, ou R$ 77,7 bilhões, considerando a taxa de câmbio de R$ 5,13. Este resultado representa um aumento de 8,1% em relação a abril de 2023, quando as vendas externas do setor somaram R$ 72 bilhões.
 
Os dados, divulgados nesta quinta-feira (17/05) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), destacam a importância do setor como um dos principais pilares da economia brasileira. Em abril, as exportações do agronegócio representaram 49,3% do total das vendas externas do país.
 
No acumulado do ano, as exportações do agronegócio brasileiro já somam R$ 268 bilhões, um crescimento de 3,7% em relação ao primeiro quadrimestre de 2023, quando o setor havia exportado R$ 260,4 bilhões.
 
O recorde de abril foi impulsionado principalmente pelo aumento do volume embarcado, que foi 17,1% maior que no mesmo mês do ano anterior. No entanto, houve uma queda de 11,3% nos preços dos produtos, o que limitou o crescimento do faturamento final.
 
As exportações brasileiras de grãos totalizaram quase 18,5 milhões de toneladas em abril de 2024, um crescimento de 6,7% em relação às 17,3 milhões de toneladas exportadas no mesmo mês de 2023. A soja liderou os embarques, com 14,7 milhões de toneladas, a terceira maior quantidade já registrada para um mês na série histórica, de acordo com o Ministério da Agricultura.
 
A China foi o principal destino da soja brasileira, com quase 10 milhões de toneladas embarcadas em abril, gerando um faturamento de quase US$ 4,3 bilhões.
 
As vendas externas de carnes brasileiras atingiram US$ 2,2 bilhões em abril de 2024, um crescimento de 27,5% em relação às exportações do mesmo mês de 2023. Desse total, US$ 1,04 bilhão vieram da carne bovina, valor quase 70% maior que o registrado no ano passado.
 
O volume exportado de carne bovina também apresentou forte expansão, passando de 133,4 mil toneladas para 236,77 mil toneladas no período, um aumento de 77,5% e recorde para o mês de abril. “Um dos principais motivos para a expansão da quantidade exportada está no aumento da demanda chinesa por carne bovina in natura brasileira”, disse o ministério.
 
O setor sucroalcooleiro também se destacou em abril, ultrapassando pela primeira vez na série histórica a marca de US$ 1 bilhão em exportações. O faturamento das vendas externas chegou a US$ 1,07 bilhão, um crescimento de 77,6% em comparação com os US$ 600,07 milhões exportados em abril de 2023. O crescimento foi impulsionado principalmente pelas exportações de açúcar, que quase dobraram em volume (+94,7%) entre abril de 2023 e 2024.
 
Produtos como açúcar de cana, café, algodão e celulose também figuraram entre os principais contribuintes para o crescimento das exportações do agronegócio em abril.
ABORDAGEM SUSTENTÁVEL
PECUÁRIA
DIRETORIA
APOIO
ESTRATÉGIA
POTÊNCIA
APESAR DAS ENCHENTES NO RS
LAVOURAS DESTRUÍDAS
CASA CHEIA
1. Fazendeira paga “boletos falsos” e quase perde R$ 521 mil em MT; ENTENDA
2. Após prefeito gravar ligação com Pimenta, Farroupilha é retirada de decreto de calamidade
3. Moraes bloqueia auxílio alimentação de mulher que recebe Bolsa Família
4. Estudantes de agronomia protestam contra greve dos professores
5. Jovem é estuprada por padrasto enquanto dormia em MT
18.05.2024 18:21
18.05.2024 17:51
18.05.2024 17:40
18.05.2024 17:33
18.05.2024 17:10
Copyright © 2024 – Folha do Estado – Todos os direitos reservadosLogo Trinix Internet

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.