Localização Atual

Atingiu US$ 9,42 bilhões no acumulado de janeiro a maio, um aumento de 14,2%
A balança comercial do agronegócio do Estado de São Paulo teve um superávit de US$ 9,42 bilhões no acumulado de janeiro a maio. O dado representa um aumento de 14,2% em relação ao mesmo período em 2023. Foi resultado do aumento de 12,8% nas exportações, que alcançaram US$ 11,76 bilhões, e de 7,3% nas importações, que totalizaram US$ 2,34 bilhões.
A participação das exportações do agronegócio paulista no total do Estado foi de 42,5%, enquanto a participação das importações setoriais foi de 7,8%. O levantamento foi realizado por Carlos Nabil Ghobril, coordenador da APTA (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios), e os pesquisadores José Alberto Ângelo e Marli Dias Mascarenhas Oliveira, do IEA-APTA (Instituto de Economia Agrícola).
Os valores das exportações do agronegócio recuaram 10,2% considerando só maio de 2024 em comparação com maio de 2023. A queda se deve principalmente à diminuição das exportações de soja em grão (uma queda de 58% em valor e 51% em volume) e açúcar (menos 15% em valor e 12% em volume).
Houve aumentos significativos nos valores das exportações de suco de laranja (25%) e café verde (79%). Essa combinação de variações resultou em um recuo de 13,5% no superávit da balança comercial do agronegócio em maio de 2024 em relação ao mesmo mês de 2024. Ainda assim, no acumulado de janeiro a maio de 2024, o saldo da balança comercial do agronegócio paulista permanece positivo, com um aumento de 14,2%.
O setor agropecuário paulista conseguiu manter um saldo positivo e teve ainda importante papel na mitigação do deficit comercial do Estado já que, ao englobar todos os setores da economia paulista, as exportações totalizaram US$ 27,66 bilhões, representando 19,9% do total nacional, enquanto as importações alcançaram US$ 29,97 bilhões, correspondendo a 29,1% do total nacional. Esses números resultaram em um deficit comercial de US$ 2,31 bilhões para o Estado.
Comparativamente ao mesmo período de 2023, as exportações de todos os setores da economia paulista registraram um leve aumento de 0,2%, enquanto as importações diminuíram 0,8%. Essa dinâmica resultou em uma redução do deficit comercial em 11,8% no saldo da balança comercial paulista nos 5 primeiros meses de 2024.
“A cana e o café são a força motriz dos campos paulistas e a expertise dessas duas cadeias produtivas tem contribuído fortemente para a economia agrícola do Estado. Estamos apostando em políticas públicas assertivas para que os números sejam ainda melhores nos próximos meses”, afirmou Guilherme Piai, secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo.
De acordo com informações do período de janeiro a maio de 2024, os principais grupos nas exportações do agronegócio paulista foram:
Esses 6 grupos representaram conjuntamente 82,1% das vendas externas setoriais paulistas, evidenciando a relevância e diversificação do agronegócio paulista no mercado nacional e internacional.
Na comparação com o mesmo período em 2023, observaram-se importantes variações nos valores exportados dos principais grupos de produtos do agronegócio paulista. Sobressaem-se aumentos significativos nos grupos complexo sucroalcooleiro (ganho de 55,5%), do café (27,6%), dos sucos (14,3%), florestais (12,8%) e de carnes (3,8%); e queda no grupo complexo soja (diminuição de 43,1%). Essas variações refletem as oscilações tanto de preços como de volumes exportados, indicando a dinâmica do mercado internacional.
No agronegócio, as exportações de São Paulo nos 5 primeiros meses de 2024 representaram 17,5% do total nacional, registrando um aumento de 2 pontos percentuais em comparação com o mesmo período em 2023. Por outro lado, as importações apresentaram uma queda de 1,4 pontos percentuais, fechando em 29,4%.
Entre os Estados, São Paulo figura como o 2º maior exportador em valores, com uma participação de 17,5%, ficando atrás apenas de Mato Grosso (19,1%). O Paraná ocupa o 3º lugar, com 11,3%, seguido por Minas Gerais (9,9%) e Rio Grande do Sul (7,7%). Em conjunto, esses 5 Estados respondem por 65,5% das exportações totais do agronegócio brasileiro de janeiro a maio de 2024.
A participação dos grupos do agronegócio paulista no contexto nacional até maio de 2024 se mostra nos seguintes segmentos, nos quais a participação em valores supera 50% do total nacional: sucos (85,1%), produtos alimentícios diversos (73,1%), demais produtos de origem vegetal (64,6%) e complexo sucroalcooleiro (57,6%).
Com informações do Governo de São Paulo.
Falha na validação. Recarregue a página e tente novamente.
Falha na validação. Recarregue a página e tente novamente.
Falha na validação. Recarregue a página e tente novamente.
a) Para receber as informações solicitadas, você nos autoriza a usar o seu nome, endereço de e-mail e/ou telefone e assuntos de interesse (a depender da opção assinalada e do interesse indicado). Independentemente da sua escolha, note que o Poder360 poderá lhe contatar para assuntos regulares.
b) Caso não deseje oferecer o seu consentimento para as divulgações do Poder360, é possível seguir sem receber as informações assinaladas acima. Você poderá, a qualquer momento, se descadastrar de nossos contatos ou revogar o consentimento dado abaixo pelos nossos canais de atendimento.
c) O Poder360 garantirá o exercício de quaisquer direitos e prerrogativas de proteção de dados pessoais em conformidade com a Lei 13.709/2018.
Mais informações, leia nossa Política de Privacidade.
O Poder360 enviou um e-mail para você confirmar a inscrição. Clique no link enviado para o seu e-mail para concluir o cadastro.
Não chegou ainda? Dê uma olhada na caixa de spam se a mensagem não tiver aparecido em alguns minutos.

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.