Localização Atual

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, o único que você precisa.
ESG


Invest


Guias de ConteúdoGuias de Conteúdo


Eventos ExameEventos Exame


Canais EspeciaisCanais Especiais


Repórter de agro e macroeconomia
Publicado em 1 de julho de 2024 às 18h51.
Última atualização em 1 de julho de 2024 às 19h38.
Com o início do ano-safra no Brasil nesta segunda-feira, 1º, começa o período de 12 meses que acompanha o ciclo de produção das principais culturas agrícolas do país, estendendo-se até 30 de junho do ano seguinte, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A divisão visa facilitar o planejamento e o acompanhamento da produção, da comercialização e das políticas públicas relacionadas ao agronegócio.
O ano-safra é uma ferramenta para auxiliar os produtores brasileiros, e permitir a organização da produção, o monitoramento dos preços e o acompanhamento do desenvolvimento das lavouras.
O ano-safra no Brasil acompanha o ciclo de produção das principais culturas agrícolas, como soja, milho, algodão, café e cana-de-açúcar — cada uma dessas culturas tem seu próprio ciclo, com períodos específicos de plantio, colheita e descanso.
Essa estrutura facilita o planejamento da produção, e permite aos agricultores estabelecer prazos de plantio, colheita e comercialização com antecedência, o que contribui para a organização da logística e a otimização dos recursos.
Além disso, o ano-safra simplifica o acompanhamento da produção, pois permite que órgãos governamentais e entidades do agronegócio monitorem o volume de produção, os preços dos produtos e as condições do mercado de forma eficiente.
A definição do ano-safra também é fundamental para a elaboração de políticas públicas voltadas para o agronegócio, como o Plano Safra, que inclui linhas de crédito, programas de seguro agrícola e políticas de preços mínimos.
A principal diferença entre ano-safra e ano agrícola está no foco e na abrangência de cada um. O ano-safra é um período específico que acompanha as principais culturas agrícolas do Brasil, concentrando-se na organização da produção e nas políticas agrícolas.
Já o ano agrícola tem uma abordagem mais ampla, considerando todo o ciclo da produção agrícola, desde o plantio até a comercialização, abrangendo todas as culturas.
Emissão do CCIR é necessária única e exclusivamente àqueles que possuem propriedades em área rural
Produtos identificados como impróprios deverão ser recolhidos pelas empresas responsáveis
Anúncio será realizado em duas fases, segundo Paulo Teixeira, ministro do Desenvolvimento Agrário
Número, segundo a pasta, supera recordes anteriores e é maior do que o registrado durante todo o ano de 2019 e 2022, que tiveram 35 e 53 novas aberturas, respectivamente
01
02
03

exame no whatsapp
Receba as noticias da Exame no seu WhatsApp
Receba principais notícias do agronegócio brasileiro.
E-mail inválido
Agro

source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Obrigado!

Recebemos sua mensagem com sucesso e nossa equipe entrará em contato em breve.